Na tarde desta quarta feira, dia 10, ao agricultor Sebastião Nunes Dalmazo, 59 anos, morador na comunidade de Barra do Bugrinho, interior de Chopinzinho, foi encaminhado para o hospital depois de um acidente com uma lagarta taturana.

De acordo com informações, o agricultor estava trabalhando em sua propriedade, fazendo o corte de pasto, quando sentiu que algo havia queimado seu braço. Imediatamente percebeu que o local começou a ficar vermelho e começou a sentir muitas dores. Preocupado com a reação imediata e os sintomas que começou a sentir, o agricultor procurou no capim que ele estava levando e logo encontrou uma lagarta taturana.

Na mesma hora ele foi encaminhado para o hospital de Chopinzinho, sendo que a lagarta foi entregue para a Vigilância Sanitária para os procedimentos cabíveis. Sebastião Nunes Dalmazo permanece internado, o qual foi medicado e está se recuperando.

A coordenadora da Vigilância em Saúde, Sandra Toigo da Silva, alerta a população para alguns cuidados que devem ser tomados e evitar o contato com a lagarta Lonômia, popularmente conhecida como taturana. Segundo ela, todos os tipos de taturana possuem cerdas pontiagudas, fazendo com que o veneno contido nas mesmas seja injetado na pele das pessoas que entram em contato com elas. Isso causa muita dor, uma sensação de queimação, o local fica bem vermelho e inchado.

Sandra lembrou ainda que há um tipo de taturana, conhecida como Lonômia, que causa além desses sintomas, alterações na coagulação sanguínea, ou seja, faz com que ocorra sangramento gengival, urinário e em outras partes do corpo. Pode levar a graves complicações. Logo o socorro deve ser imediato no hospital mais próximo. Outra dica, segundo ela, é para as pessoas que têm o costume de manusear hortas e jardins, as quais devem tomar alguns cuidados. Incluam as crianças nessas prevenções! Para colher fruta no pomar, ou trabalhar na lavoura, o indicado é que as pessoas utilizem camiseta de manga comprida, chapéu ou boné, botas e luvas. Dessa forma o risco de ter contato com alguma lagarta é quase nulo.

Caso aconteça um acidente com taturana, a orientação de acordo com Sandra é para que se lave o local atingido com água corrente e sabão neutro e depois aplique compressas frias ou gelo no local para aliviar a dor. Lembrando que o gelo precisa estar embrulhado em um pano para não queimar a pele.

A pessoa que entrou em contato com a Taturana, não deve passar nenhuma receita caseira no local, como pasta de dente, café, babosa, manteiga, etc. No local haverá uma queimadura e deve ser tratada.

Se a pessoa atingida apresentar qualquer outro sintoma, deve ser encaminhada para o hospital mais próximo.

O melhor é sempre a prevenção. Tome cuidado com as crianças que ainda não sabem se defender sozinhas.

FONTERádio Chopinzinho
COMPARTILHAR