O Coritiba perdeu por 3 a 1 para o Corinthians nessa quarta-feira (dia 19) à noite, em São Paulo, pela 4ª rodada do Campeonato Brasileiro. . Com o resultado, o time paranaense permaneceu na lanterna, sem nenhum ponto. A equipe paulista está na 10ª colocação, com 4 pontos.

A partida foi tumultuada. Com Yan Sasse expulso por cotovelada logo aos 15 minutos, o Coritiba passou 75 minutos com um jogador a menos. E teve lidar com decisões polêmicas da arbitragem, que marcou pênalti bizarro para o Corinthians já aos 25. Wilson defendeu a cobrança de Jô. O VAR orientou o árbitro a repetir a cobrança, alegando que o goleiro se adiantou. Jô bateu de novo e Wilson agarrou mais uma vez. Apesar das confusões, o Coxa teve bom desempenho e criou as melhores jogadas, levando perigo em quatro momentos no primeiro tempo. O Corinthians também criou quatro boas jogadas na primeira etapa.

No segundo tempo, o Corinthians melhorou e tomou conta do jogo. O Coritiba resistiu bravamente, mas não conseguiu arrancar o empate.

MÁ FASE
O time paranaense soma agora seis derrotas seguidas (duas pelo Paranaense e quatro pelo Brasileirão). O gol de Sassá nesta quarta-feira interrompeu uma série de três partidas sem marcar gols.

Em São Paulo, o Coxa ampliou um jejum. A última vitória como visitante sobre o Corinthians foi ainda sob o comando do técnico Paulo Bonamigo, em julho de 2003, pelo placar de 1 a 0. Desde aquele jogo, jogou mais 11 vezes como visitante contra o Corinthians, com nove derrotas e dois empates.

Contando também as partidas como mandante, o Coxa não vence esse adversário paulista desde setembro de 2011 — vitória por 1 a 0 no Couto Pereira. Depois daquela partida, foram
oito derrotas e cinco empates.

ESCALAÇÃO
Os desfalques no Coritiba eram Jonathan e Nathan Silva, em recuperação, além de Renê Junior, suspenso. As novidades foram Patrick Vieira, Matheus Bueno, Neílton e Sassá. Recuperados de lesões complicadas, Matheus Sales e Giovanni começaram no banco de reservas. O esquema tático foi o 4-1-4-1 (com variação para o 4-3-3), com Matheus Bueno como único volante. A linha de quatro do meio-campo tinha Robson (direita), Neílton (esquerda), Galdezani (centro) e Yan Sasse (centro). O Corinthians não tinha Boselli e Léo Santos.

PRIMEIRO TEMPO
O jogo começou com o Coritiba atacando com certa facilidade e criando duas boas jogadas. Aos 15, porém, Yan Sasse acertou uma cotovelada em Araos e foi expulso. A partida ficou equilibrada.

Aos 25, o árbitro marcou pênalti de Patrick Vieira em Léo Natel. A imagem da TV dá a impressão que o jogador do Corinthians se jogou. Na Central do Apito, do Sport, o ex-árbitro Sálvio Spínola afirmou: “Contato normal, de jogo. O que não pode é puxar ou impedir o jogador de participar do jogo, o que não foi o caso”. O VAR verificou e confirmou a penalidade.
Jô cobrou no canto. Wilson defendeu. O VAR mandou voltar a cobrança, alegando que Wilson se adiantou. Jô bateu no centro e Wilson agarrou.

Aos 37, o Corinthians abriu o placar, em chute de fora da área de Natel, que desviou em Robson e enganou Wilson. O Coxa empatou em seguida, aos 41, com cruzamento perfeito de William Matheus para chute de Sassá.

SEGUNDO TEMPO
O Corinthians voltou do intervalo dominando e pressionando. E fez 2 a 1 já aos 3 minutos, com cruzamento de Araos e cabeceio de Jô. O Coritiba não teve forças para equilibrar o jogo, mas seguiu levando perigo em contra-ataques esporádicos. Aos 41, o time paulista ‘matou’ o jogo, em contra-ataque iniciado em escorregão de Patrick Vieira e finalizado por Gustavo Mosquito, que estava emprestado ao Paraná Clube no início de 2020.

ESTATÍSTICAS
Ao fim de 90 minutos, o Coritiba teve 8 finalizações (3 certas), 37% de posse de bola e 82% de eficiência nos passes. Já o Corinthians somou 22 finalizações (13 certas), 63% de posse de bola e 91% de eficiência nos passes. Os dados são do site Sofascore.

CORINTHIANS 3×1 CORITIBA
Corinthians: Cássio, Fagner, Gil, Danilo Avelar e Sidcley (Lucas Piton); Gabriel (Ederson), Cantillo (Camacho), Araos, Ramiro (Mosquito) e Léo Natel (Ruan Oliveira); Jô. Técnico: Tiago Nunes
Coritiba: Wilson; Patrick Vieira, Rhodolfo, Sabino e William Matheus; Matheus Bueno (Luiz Henrique), Galdezani (Matheus Sales) e Yan Sasse; Neílton (Igor Jesus), Robson (Wellissol) e Sassá. Técnico: Eduardo Barroca
Gols: Léo Natel (37-1º), Sassá (41-1º), Jô (3-2º) e Mosquito (41-2º)
Expulsão: Yan Sasse (15-1º)
Cartões amarelos: Patrick Vieira (Coxa). Lucas Piton (Corint)
Árbitro: Braulio da Silva Machado (SC)
Local: Arena Corinthians, em São Paulo

 

Informaçōes Estadão