O atual bicampeão Pato Futsal fez valer o seu favoritismo e derrotou o Campo Mourão por 5 a 3 no jogo de abertura da Liga Nacional de Futsal (LNF), disputado na noite deste sábado (22) na Arena UTFPR, em Campo Mourão (Paraná). Por conta da pandemia da Covid-19, as partidas não têm público.

O Pato iniciou melhor na partida e abriu o placar logo aos 4 minutos com Lucas Selbach, que acertou chute cruzado de esquerda. Porém, um minuto depois a equipe da casa empatou com Batata, que acertou uma pancada forte de longe.

O Campo Mourão chegou a virar aos 8 minutos, graças ao camisa 10 Sinoê, que recebeu passe em profundidade para ficar na cara do goleiro Djony, que nada pôde fazer. E Sinoê marcou o seu segundo aos 13 minutos, em cobrança de falta ensaiada. Campo Mourão 3, Pato 1.

Mas a partir daí o bicampeão da LNF tomou conta da partida, e aos 18 do primeiro tempo descontou com Rabisco, em uma bela jogada trabalhada.

O domínio do Pato ficou mais evidente na segunda etapa, na qual empatou com Romarinho aos 10 minutos, em jogada na qual a defesa do Campo Mourão vacilou na saída de bola.

O gol da virada veio um minuto depois, com o camisa 10 Denner, após receber passe de Joãozinho.

E coube justamente a Joãozinho fechar o marcador aos 19 minutos da etapa final, em bela jogada na qual o goleiro Djony fez lançamento longo, de sua própria área, e o camisa 22 só teve o trabalho de completar com leve toque de cabeça.

A Liga Nacional continua no domingo (23), com o jogo entre Atlântico Erechim e Marreco Futsal, que começa às 11h (horário de Brasília) e que terá transmissão ao vivo da TV Brasil, marcando a volta da LNF à televisão aberta após mais de uma década.

Forma de disputa

A edição 2020 da Liga será diferente. A pandemia forçou o adiamento da competição, marcada anteriormente para iniciar 27 de março, em cinco meses. Por isso, a forma de disputa foi alterada. Ao invés das equipes se enfrentarem em turno único na primeira fase, como foi até 2019, elas foram separadas em três grupos de sete times. Segundo a LNF, as chaves são regionalizadas, para diminuir o deslocamento dos times. As divisões ficaram assim:

Grupo A: Brasília, Corinthians, Intelli Tempersul, Magnus Sorocaba, Minas Tênis Clube, Praia Clube e São José

Grupo B: Carlos Barbosa, Atlântico Erechim, Blumenau, Cascavel, Foz Cataratas, Joinville e Marreco Futsal

Grupo C: Assoeva, Campo Mourão, Jaraguá, Joaçaba, Pato Futsal, Tubarão e Umuarama

São três caras novas em relação aos times de 2019: Umuarama (ocupa a vaga do São Paulo), Brasília e Praia Clube (convidados). As equipes jogam entre si nos grupos, em partidas de ida e de volta. Os cinco primeiros de cada chave, mais o melhor sexto colocado, avançam às oitavas de final, cujos confrontos também estão definidos:

1º do Grupo A x melhor 6º colocado

1º do Grupo B x 5º do Grupo C

1º do Grupo C x 5º do Grupo A

2º do Grupo A x 5º do Grupo B

2º do grupo B x 4º do Grupo C

3º do Grupo A x 3º do Grupo C

2º do Grupo C x 4º do Grupo B

3º do Grupo B x 4º do Grupo A

Doze times foram campeões da LNF ao longo de 24 temporadas, sendo que sete estão na briga em 2020. O Carlos Barbosa, com cinco taças, é o maior vencedor, seguido pelo Jaraguá, com quatro. A Intelli (que é sediada em Dracena, mas, surgiu em Orlândia, ambas cidades do interior paulista) e o Pato somam duas conquistas. Sorocaba, Joinville e Corinthians, por sua vez, possuem um título cada.

 

Informaçōes agência Brasil