Foto: MP


A 09ª Promotoria de Justiça  da comarca de Chapecó, aplicou prestação de serviços comunitários a autores de rinha de galo. Um flagrante ocorreu no dia 13 de junho, quando a Polícia Ambiental flagrou uma rinha de galo na Linha Independência, Chapecó.

Segundo o Ministério Público (MP), após apuração, os responsáveis foram encaminhados ao Juizado Especial Criminal. A promotoria ambiental aplicou aos responsáveis penas que variam de 20h a 60h de serviços comunitários, conforme a participação e a responsabilidade dos envolvidos.

De acordo com o MP, foram flagrados 31 homens que praticavam o delito. Todos foram autuados e responsabilizados.