O prefeito também pediu o a apoio de professores e servidores para o possóvel retorno antecipado do calendário escolar em 2022: “Nós sabemos da defasagem do ensino para os alunos, por isso estamos planejando uma possível recuperação no ano que vem. Para isso, precisaremos do apoio dos servidores”.

Segundo ele, 7315 famílias e 1703 servidores participaram da votação. No caso dos Centros Municipais de Educação Infantil (Cmeis), 89,3% das 964 famílias votaram pelo não retorno às aulas presenciais e somente 10,7% pelo retorno. Já no Ensino Fudamental, de primeiro ao quinto ano, 92,7% dos 6351 famílias votaram contra o retorno dos alunos às salas de aula, emquanto 7,3% apoiaram a volta. No caso dos servidores, 91,2% dos 1703 votaram contra o retorno, enquanto 8,8% votaram a favor das aulas presenciais.

 

Informaçōes bem Paraná