A raposa vermelha de Sierra Nevada era dada como extinta até 2010. Hoje, estima-se que existam apenas 40 animais dessa subespécie na natureza

Raposa vermelha de Sierra Nevada (Foto: USFWS − U.S. Fish and Wildlife Service Pacific Southwest Region)

A raposa vermelha de Sierra Nevada entrou para a lista de animais protegidos da U.S. Fish and Wildlife Service (USFWS), dos Estados Unidos, esta semana. O órgão estima que há apenas 40 exemplares dessa subespécie na natureza atualmente. Eles vivem numa região da Califórnia que vai do Lago Tahoe ao Parque Nacional de Yosemite.

A ONG Center for Biological Diversity está batalhando por essa decisão desde 2011, segundo o The Guardian. Vinte anos atrás, acreditava-se que a espécie havia sido extinta, mas uma pequena matilha foi encontrada em 2010. Na Califórnia, a captura de raposas vermelhas era legalizada até 1974.

As raposas vermelhas de Sierra Nevada são ameaçadas por incêndios florestais, seca, disputas com coiotes, escassez de presas e pelo cruzamento com raposas invasoras. Por serem animais da neve, o aquecimento global também representa perigo.

Existem dez subespécies de raposas vermelhas na América do Norte. Uma outra, que habita a região da Cascata Range, no Oregon, também era cogitada para entrar na lista de animais protegidos. Ela ficou de fora e o USFWS não forneceu dados sobre o número de exemplares que ainda vivem na natureza. O Center for Biological Diversity desaprova a decisão e afirma que esses animais também correm perigo de extinção.

 

Fonte: Globo